Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009

A D Lousada - António Carvalho faz apelo

 5 de Novembro de 2009

António Carvalho faz apelo

 

No passado domingo, após o final do encontro entre Gondomar SC e AD Lousada, o técnico lousadense, visivelmente agastado com a derrota que se verificou no final da partida face à exibição positiva da equipa, fez um apelo a todos aqueles que gostam do nosso clube e que o acompanham com especial atenção.

Em breves palavras, o “timoneiro” foi peremptório em relação à mensagem a dirigir aos adeptos sobre o próximo encontro em casa contra o Vianense.

António Carvalho declarou “espero que os adeptos continuem a apoiar. Os sócios do Lousada que vieram ver o jogo, viram que o resultado é injusto e sabem perfeitamente que esta equipa precisa de uma vitória, mas tem de ser uma vitória com todos juntos: massa associativa, direcção e jogadores”.

CAROS LOUSADENSES, FACE A ESTAS DECLARAÇÕES, NO PRÓXIMO DOMINGO, TEMOS DE APOIAR A NOSSA EQUIPA E INCENTIVAR OS NOSSOS ATLETAS PARA ULTRAPASSAR ESTA CRISE QUE AFECTA A EQUIPA.

NA ÉPOCA PASSADA, NO ÚLTIMO JOGO DA ÉPOCA CONTRA O AMARANTE, O APOIO DE CADA UM DE NÓS, FEZ A DIFERENÇA E FOI FUNDAMENTAL PARA O LOUSADA CONSEGUIR A MANUTENÇÃO. ESTE DOMINGO, A NOSSA EQUIPA VAI DEFRONTAR UM ADVERSÁRIO DIRECTO NA LUTA PELA PERMANÊNCIA E A NOSSA PRESENÇA NO ESTÁDIO FUNCIONARÁ COMO 12º JOGADOR PARA AJUDAR O LOUSADA A VENCER PELA PRIMEIRA VEZ.

EM ANOS ANTERIORES, QUANDO A EQUIPA MAIS PRECISOU DE APOIO, OS ADEPTOS MARCARAM PRESENÇA, INCENTIVARAM, GRITARAM, APLAUDIRAM E CANTARAM. NO FIM, TODOS JUNTOS CELEBRAMOS CONQUISTAS E TRIUNFOS QUE FICARAM PARA A HISTÓRIA DO CLUBE: SEMPRE COM O APOIO DE TODOS NÓS.

DOMINGO, PELAS 15:00, O LOUSADA JOGA EM CASA COM O SC VIANENSE. VENHA AO ESTÁDIO MUNICIPAL DE LOUSADA. A SUA PRESENÇA E O SEU APOIO SÃO FUNDAMENTAIS PARA A NOSSA EQUIPA VENCER. O LOUSADA PRECISA DE SI.

 
Publicado por: Futebol Lousada às 09:24
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Novembro de 2009

...

 

Para saber tudo sobre  futebol da A D Lousada clique nos links seguintes:

 

 

II Divisão Zona Norte: Gondomar 1-0 Lousadas

juniores  Lousada 4-1 Amarante

Juvenis: Lousada volta às vitórias

 

Iniciados: Lousada volta a empatar

Infantis: Lousada goleado pelo líder

Escolas: Lousada 4-0 AD Marco 09

Publicado por: Futebol Lousada às 19:29
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

Departamento de Formação da A D Lousada

 

 

 

 

Publicado por: Futebol Lousada às 15:04
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 15 de Outubro de 2009

Jogo treino Gil Vicente F.C. vs A D Lousada

 O Lousada realizou ontem um jogo treino com o Gil Vicente, no Estádio Cidade de Barcelos, tento o resultado sido um nulo ao fim dos 90 minutos.

O Gil Vicente foi a equipa com maior pendor ofensivo, no entanto não conseguiu concretizar as oportunidades criadas, que não foram muitos, pois a defesa do Lousada conseguiu quase sempre travar as tentativas dos Gilistas de chegarem a baliza, e quando conseguiam, lá estava guardião Lousadense para impedir que a bola entra-se na sua baliza , no entanto o Lousada sempre que possível ia fazendo incursões ofensivas para tentar chegar o golo, e mesmo em cima do apito final, o Lousada teve a oportunidade mais flagrante do encontro, quando o seu ponta de lança apareceu isolado e não conseguiu desfeitear o guarda-redes da equipa da casa .

Ambos os técnicos utilizaram todos os jogadores disponíveis.

O técnico Rui Quintas continua a preparar o jogo do próximo domingo com o S.L. Nelas, enquanto António Carvalho prepara a equipa da A D Lousada para a recepção ao Viera S. C. no próximo dia 25.

 

(Imagem de: obloguedolousada) 

Publicado por: Futebol Lousada às 18:09
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 6 de Outubro de 2009

CLASSIFICAÇÃO ADL SENIORES E JUNIORES

SENIORES

Pos. Equipa P J V E D GM GS  
1 Ribeirão 10 4 3 1 0 6 3
2 Moreirense 9 4 3 0 1 8 2 Subiu 1 posições
3 Gondomar 7 4 2 1 1 6 3 Subiu 7 posições
4 Aliados Lordelo 7 4 2 1 1 2 3 Desceu 2 posições
5 Vizela 6 4 1 3 0 5 2 Subiu 7 posições
6 Merelinense 6 4 1 3 0 4 1 Desceu 1 posições
7 Padroense 6 4 2 0 2 3 3 Desceu 3 posições
8 Sp. Espinho 6 4 2 0 2 2 2 Subiu 3 posições
9 Boavista 5 4 1 2 1 5 5 Subiu 5 posições
10 Paredes 5 4 1 2 1 3 3 Desceu 4 posições
11 Lourosa 4 4 1 1 2 2 7 Desceu 4 posições
12 Valdevez 4 4 1 1 2 4 5 Subiu 3 posições
13 Vianense 4 4 1 1 2 6 8 Desceu 4 posições
14 Tirsense 4 4 1 1 2 7 7 Desceu 6 posições
15 Vieira 3 4 1 0 3 2 5 Desceu 2 posições
16 AD Lousada 1 4 0 1 3 2 8

 

 

 

JUNIORES

Pos. Equipa P J V E D GM GS  
1 S. Pedro da Cova 12 4 4 0 0 13 5
2 Paredes 10 4 3 1 0 12 7 Subiu 1 posições
3 P. Ferreira Jun.A S18 9 4 3 0 1 8 3 Subiu 1 posições
4 Amarante 7 4 2 1 1 10 5 Desceu 2 posições
5 Rebordosa 7 4 2 1 1 11 7 Subiu 5 posições
6 Aliança Gandra 6 4 1 3 0 9 7 Subiu 1 posições
7 AD Lousada 6 4 2 0 2 5 5 Desceu 2 posições
8 Sousense 6 4 2 0 2 7 10 Desceu 2 posições
9 Aliados Lordelo 5 4 1 2 1 6 6 Subiu 3 posições
10 Valonguense 5 4 1 2 1 8 10 Desceu 2 posições
11 Ataense 4 4 1 1 2 8 12 Subiu 3 posições
12 Vila Meã 4 4 1 1 2 4 5 Subiu 1 posições
13 Tirsense 4 4 1 1 2 3 4 Desceu 2 posições
14 Ac. Amarante 4 4 1 1 2 8 10 Desceu 5 posições
15 Penafiel 0 4 0 0 4 4 11
16 Lixa 0 4 0 0 4 1 10

 

Publicado por: Futebol Lousada às 13:46
link do post | comentar | favorito

CLASSIFICAÇÃO ADL JUNVENIS

JUVENIS

Pos. Equipa P J V E D GM GS  
1 Ac. Felgueiras 3 1 1 0 0 3 0
2 Freamunde 3 1 1 0 0 3 1
3 Aparecida 3 1 1 0 0 2 0
4 Lixa 3 1 1 0 0 2 0
5 AD Lousada 3 1 1 0 0 2 0
6 Raimonda 0 0 0 0 0 0 0
7 Caíde Rei 0 0 0 0 0 0 0
8 Felgueiras 0 1 0 0 1 1 3
9 S. Martinho 0 1 0 0 1 0 2
10 Barrosas 0 1 0 0 1 0 2
11 C.C.D. Sobrosa 0 1 0 0 1 0 2
12 Ferreira 0 1 0 0 1 0 3

Publicado por: Futebol Lousada às 13:45
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 5 de Outubro de 2009

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE LOUSADA #3 E 4 DE OUTUBRO#

II Divisão Zona Norte: Ribeirão 1-0 Lousada

 







O Lousada voltou a perder no Campeonato Nacional da II divisão, Zona Norte. Em jogo da 4ª jornada, a formação orientada por António Carvalho deslocou-se até ao Estádio do Passal, para defrontar o Grupo Desportivo de Ribeirão, onde perdeu por 1-0. O golo do avançado Bruno Filipe, aos 66 minutos de jogo acabou por dar os três pontos à equipa local.

Vitória “tirada a ferros” pelo Ribeirão, perante um Lousada que se revelou forte e coeso defensivamente e bastante afoito no sector atacante, com Tonanha e Fininho a fazerem constantes jogadas de perigo para a baliza do guardião ribeirense. Num jogo de boas ocasiões de golo para ambas as formações, o Ribeirão acabou por desfazer esse equilíbrio e apontar o golo, que lhe valeu o acesso à liderança da classificação.

Em dia de festa devido à inauguração da sede do clube, registou-se uma grande assistência para este jogo, com mais de 1000 pessoas nas bancadas do Estádio do Passal. Cerca de quatro dezenas de lousadenses fizeram questão de acompanhar a equipa nesta partida. Destaque para a claque de apoio ao Ribeirão, denominada de "Ultras Blue Zone", que incentivaram a equipa do inicio ao fim da partida, sem hesitar.

A constituição das equipas foi a seguinte:

GD RIBEIRÃO: César, Luís Faria, Hugo Pina, Hamilton, Paulo Rola, Nivaldo, Pedro Caravana, Tiago Silva, Renato, Forbes e Bruno Filipe. Suplentes utilizados: João Faria e Bruno Pereira.

Treinador: Rui Gregório

AD LOUSADA: Miguel, Ricardo Jorge, Simão Coutinho, Couto, Alex, Diogo Barbosa, Miguel Moreira, Ginho, Fininho, Sérgio Gameiro e Tonanha. Suplentes utilizados: Jorge, Ricardinho e Zé Miguel

Treinador: António Carvalho

ÁRBITRO PRINCIPAL: Augusto Costa – AF Aveiro

O Lousada entrou bem na partida e logo nos minutos iniciais, boa jogada individual de Fininho na direita, rematando por cima. No entanto, o equilíbrio começava a ser a nota dominante no encontro com as duas equipas a encaixarem tacticamente no terreno de jogo. Aos 20 minutos, Miguel Moreira coloca o guardião César à prova, rematando de longe, com o esférico a passar perto do poste direito da baliza ribeirense.

A primeira situação de perigo junto da baliza lousadense foi aos 23 minutos, com Tiago Silva a bater um pontapé de canto na direita e o central Paulo Rola a desviar ao segundo poste, valendo o corte da defensiva do Lousada, quando a bola já seguia a trajectória da baliza lousadense. Na resposta, o Lousada está perto de marcar, em mais uma magnifica jogada individual de Fininho pela direita, ultrapassando dois atletas ribeirenses e a obrigar o guardião César a desviar para canto. Na sequência do pontapé de canto, o golo não acontece por manifesta infelicidade: cruzamento longo para a direita, onde surge um atleta lousadense que remata forte e cruzado; na trajectória do remate, a bola acaba por embater em Tonanha e não atinge o fundo da baliza.

O jogo está aberto com as duas equipas a praticarem um jogo de “parada e resposta”, com oportunidades de golo em ambas as balizas. Aos 30 minutos, Couto derruba Forbes em falta na esquerda. Na cobrança do livre, Nivaldo cruza para o interior da grande área e Tiago Silva ergue-se nas alturas a cabecear, com a bola a passar muito perto do ângulo direito da baliza de Miguel.

Dez minutos depois, dá-se o momento de eventual polémica que levou os adeptos da equipa da casa a exaltarem-se contra a equipa de arbitragem chefiada por Augusto Costa: o defesa lousadense Ricardo Jorge opõem-se a um ataque da equipa do Ribeirão pela esquerda e acaba por desviar com a mão, dentro da grande área, evitando que o esférico fosse para a pequena área. No entanto, o juiz de Aveiro agiu em conformidade, o lance foi sem intenção, pois o defesa lousadense usou a mão para proteger a face.

Na segunda parte, a equipa da casa inicia o reatamento da partida com mais determinação e logo aos 50 minutos, excelente cruzamento de Pedro Caravana na esquerda para o interior da grande área, onde Bruno Filipe e Forbes não se entendem na hora de finalizar e a bola sai pela linha final, com um desvio subtil de Bruno Filipe. Aos 61 minutos, o golo volta a pairar na área do Lousada: jogada de contra-ataque da equipa da casa, o guardião Miguel não amarra a bola e na recarga, Tiago Silva atira para a baliza deserta, valendo o corte de Miguel Moreira a evitar que o esférico seguisse a direcção da baliza.

Porém, como diz o ditado: “Tanta vez a cantara vai á fonte que um dia deixa lá a asa" e aos 66 minutos, a defensiva do Lousada não consegue aliviar uma jogada de ataque da equipa do Ribeirão, o esférico acaba por chegar ao segundo poste, onde se encontra oportunamente Bruno Filipe a desviar de carrinho para o fundo da baliza. Explosão de alegria com largas centenas de adeptos da casa a delirar com o golo inaugural, que colocava o Ribeirão na frente do marcador.

Aos 72 minutos, o Lousada beneficia de um livre na direita do ataque lousadense, Diogo Barbosa bate para o interior da grande área e o central Couto, na cara do guardião César, falha escandalosamente a emenda. Oito minutos depois, Ricardinho entra para o lugar de Ginho e consegue dar mais movimento ao sector mais adiantado da equipa do Lousada. No minuto seguinte à sua entrada em campo, Ricardinho na esquerda, coloca em Alex, que cruza rasteiro junto à linha final e Miguel Moreira a rematar forte, com o esférico a “tirar tinta” ao ângulo superior direito da baliza à guarda de César.

A cinco minutos dos 90 regulamentares, grande jogada individual de Renato na esquerda, puxa para o interior da grande área e remata por cima da baliza do Lousada. Nos últimos 3 minutos de compensação decretados pelo árbitro da partida, o Lousada não saiu do meio-campo adversário, tentando alcançar o tento da igualdade, com sucessivos cruzamentos para o interior da grande área, mas o golo acabou por não acontecer.

 

Domingo, 4 de Outubro de 2009

Juvenis: Lousada 2-0 São Martinho

 





Os Juvenis conseguiram, na manha de hoje, um triunfo precioso sobre o São Martinho por 2-0. Um resultado justo que acaba por premiar uma exibição de luxo dos jovens lousadenses que estiveram indomáveis em campo. No primeiro tempo, o Lousada dominou a partida por completo, fez o golo inaugural e ainda criou inúmeras situações de golo iminente.

Já no segundo tempo, a formação de Dantas Teixeira soube gerir a vantagem que tinha no marcador e ainda chegou novamente ao golo. Grande estreia dos juvenis lousadenses a antever uma época em grande estilo.

A constituição das equipas foi a seguinte:

AD LOUSADA: Tiago, Carlos, Tiago II, Martins, Sousa, Miguel, Tiago Magalhães, João, Luís, Agostinho e Luís Jorge.

Treinador: Dantas Teixeira

AR SÃO MARTINHO: Nuno, Vitor Silva, André Castro, André Ferreira, Miguel Carneiro, Vitor Fernandes, José Gonçalves, Rui Pereira, Rui Machado, Hélio Marques e Ricardo Pacheco.

Treinador: Amaro Machado

Desde o apito inicial, a equipa do Lousada mostrou que queria o domínio do jogo. Logo aos 6 minutos, Tiago Magalhães isola-se na cara do guardião Nuno, valendo o alívio pela linha final por parte de um defesa visitante. Na sequência do pontapé de canto, Agostinho ergue-se nas alturas e quase faz o desvio para a baliza. O lance prossegue numa insistência da manobra ofensiva da equipa, a bola sobra para a entrada da grande área, onde surge Luís Jorge a estoirar, com o esférico a embater no poste e a percorrer a linha de baliza, sem que alguém faça o desvio.

O público nas bancadas estava já empolgado com o poder da formação lousadense e aos 21 minutos, surge mais oportunidade de grande perigo para a baliza do São Martinho: Agostinho coloca na direita em Tiago Magalhães que atira forte para uma espantosa intervenção do guardião Nuno. Volvidos dois minutos, o mesmo Tiago Magalhães, na direita, tira Rui Machado do caminho, deambula para o interior da grande área e remata cruzado, com a bola a passar muito próximo do poste direito.

Aos 30 minutos, surge um dos momentos de maior regozijo por parte dos adeptos da casa, com o Lousada a inaugurar o marcador: cruzamento da esquerda para o interior da grande área, onde surge Agostinho a desviar de cabeça para o fundo da baliza. Era a estreia em grande do avançado que na época transacta alinhou nos Iniciados.
Depois do golo, a equipa do Lousada ainda dispôs de várias ocasiões de golo, com Martins sempre em destaque.

No segundo tempo, a equipa forasteira tentou controlar o ímpeto ofensivo dos locais, mas os jovens lousadenses estavam endiabrados e continuaram a dominar a partida. A supremacia dos atletas da formação da casa era bastante evidente perante um São Martinho que não tinha quaisquer argumentos para contrariar o favoritismo dos lousadenses e foi com naturalidade que ampliaram a vantagem por intermédio de Luís, carimbando um jogo de grande nível do Lousada que dominou em todos os aspectos.

Com esta vitória, o Lousada ascendeu ao grupo das equipas que ocupam os lugares cimeiros da classificação, com 3 pontos. Na próxima jornada, os Juvenis lousadenses vão deslocar-se a Paços de Ferreira, mais concretamente, ao reduto do CDC Ferreira.

 

Iniciados: AD Lousada bate Ataense

 

Depois do jogo entre Lousada e São Martinho a contar para a 2ª divisão da AF Porto, série 6, no escalão de Juvenis, foi a vez dos Iniciados entrarem em campo, para defrontarem os seus congéneres do Ataense, em jogo a contar para a 3ª jornada da 1ª divisão da AF Porto, série 2.

A equipa da casa adiantou-se na frente do marcador ainda no primeiro tempo, graças a um golo de Filipe. No segundo tempo, o Ataense ainda conseguiu marcar, mas o Lousada fez novo tento na etapa complementar, por intermédio de Mário.

Ao cabo de três jornadas realizadas, a formação lousadense ocupa a sexta posição, com 6 pontos, menos 3 do que o líder Alfenense. A equipa de Valongo soma e segue firmemente no comando desta série, contando por vitórias, todos os jogos realizados até ao momento. Destaque para a vitória folgada do Académico de Amarante por 7-1 ao Vila Meã.

Na próxima jornada, o Lousada vai deslocar-se até Valongo, para defrontar o líder deste campeonato – o Alfenense.

 

Sábado, 3 de Outubro de 2009

Juniores: Paredes 3-2 Lousada

 






Os Juniores da AD Lousada deslocaram-se esta tarde até Paredes, para defrontar o USC Paredes no Campo Cidade Desportiva de Paredes. Neste dérbi do Vale do Sousa, a vitória acabou por sorrir aos locais que chegaram a ter uma vantagem de três golos no marcador. No entanto, o Paredes “adormeceu à sombra do resultado” e o Lousada conseguiu fazer dois golos e discutir o resultado até aos últimos instantes finais do encontro.

Muitos lousadenses fizeram questão de estar presentes em Paredes para prestar o devido apoio à equipa. Personalidades com Hugo Barbosa e Francisco Barbosa acompanharam estiveram presentes neste jogo.

A constituição das equipas foi a seguinte:

USC PAREDES: Mica, André K, Granja, Ulisses, Shev, Ternura, Madureira, Alex, Ima, João e Cristiano.

Treinador: Pedro Barroso

AD LOUSADA: Ruben, Vítor Coelho, Tiago Antunes, Gilberto, Bessa, Paulo, Vasco, Santos, Diogo, Nuno Cunha e Gil.

Treinador: Pedro

A equipa local entrou na partida a pressionar o último reduto do Lousada, impedindo que criassem situações de jogo para organizar jogadas de ataque. Aos 10 minutos, Alex em posição frontal à baliza, atira forte e a bola só pára no fundo da baliza. O Paredes inaugurava o marcador, fruto do domínio que exercia na partida. No minuto seguinte, o Lousada responde e Paulo, um dos melhores em campo, desfere um remate violento que passa próximo do poste esquerdo da baliza de Mica.

Com apenas 21 minutos de jogo decorridos, o técnico lousadense decide efectuar a primeira alteração no jogo, colocando Rui Pedro no lugar de Nuno Cunha. No entanto, esta substituição, apesar de precoce, acabou por surtir efeito, pois Rui Pedro conseguiu criar diversos desequilíbrios no meio-campo adversário e pautou a manobra ofensiva da equipa. Instantes depois, o Lousada poderia ter chegado à igualdade no marcador, quando Paulo foi à linha final fazer um cruzamento para o interior da grande área, onde surgiu Santos a cabecear ligeiramente ao lado.

Contudo, a equipa da casa amplia a vantagem à passagem do minuto 31, quando Shev, à entrada da grande área, faz um passe a romper toda a defensiva lousadenses e ao segundo poste Ulisses atira a contar. Era o segundo tento na partida do Paredes e já muitos perspectivavam um resultado mais volumoso. Volvidos dois minutos, o Lousada está perto de restabelecer a igualdade: livre de Paulo para o interior da grande área, onde surgiram Santos e Vasco que falharam por pouco o desvio para a baliza. Em cima do intervalo, o técnico do Lousada retira de campo Gilberto e coloca no seu lugar Fábio.

No reatamento da partida, o marcador volta a sofrer alteração, logo no primeiro minuto. O avançado João escapa defensiva do Lousada, avançando pela direita, o guardião Rúben hesita na saída e João enquadra-se perante o guardião lousadense, rematando rasteiro e fora do seu alcance. O Paredes esboçava a goleada com o terceiro tento no começo da segunda parte. No entanto, apesar do golo obtido, foi o Lousada que veio em busca do golo e criou diversas ocasiões para desfazer a vantagem dos locais.

Aos 60 minutos, boa iniciativa individual de Shev pela esquerda e no interior da grande área, vale um corte da defensiva do Lousada a evitar males maiores. Volvidos 7 minutos, o Lousada chega ao golo: boa iniciativa na esquerda do irreverente Rui Pedro, dá atrás para Vasco, que “tira as medidas à baliza”, atira em geito, com o esférico a entrar junto ao ângulo superior esquerdo. Um golo de antologia do jovem médio lousadense que colocava alguma justiça no resultado. Com o tento alcançado, a equipa do Lousada galvanizou-se ainda mais e tentou novo golo. Aos 73 minutos, na transformação de um pontapé livre, Paulo atira para uma defesa atenta do guardião Mica.

O árbitro concede 4 minutos de compensação e aos 91 minutos, o Lousada volta a reduzir a desvantagem no marcador. Livre a beneficiar a equipa do Lousada a cerca de 35 metros da baliza, o capitão Tiago Antunes bate longo e tenso para o interior da grande área, gera-se grande confusão na pequena área, com o guardião paredense a não conseguir segurar o esférico e a bola acaba por entrar na baliza. Grande recuperação dos lousadenses que conseguiram desfazer a desvantagem de três golos que detinham no marcador. Nos últimos três minutos da partida, o Lousada tentou chegar à igualdade, mas o resultado estava feito. Na próxima jornada, o Lousada tem nova deslocação fora de portas, para defrontar o Penafiel, enquanto o Paredes visita o reduto do Sousense.

 

Infantis: Lousada triunfa com goleada

 

Depois da derrota na jornada passada, em casa, perante o Alpendorada (0-2), os comandados do técnico Telmo Mendes conseguiram uma goleada das antigas. Os Infantis não tiveram dificuldade em bater o modesto AD Várzea e o resultado evidencia a superioridade da equipa lousadense, numa goleada de sete golos sem resposta (0-7).

A equipa do Várzea, oriunda da cidade de Felgueiras, consentiu 21 golos em apenas dois jogos realizados. Uma marca que demonstra uma preocupante fragilidade desta formação.

Com esta vitória, a equipa do Lousada consegue ultrapassar o mau registo obtido na ronda inicial, num repasto de golos que permite aos lousadenses subirem consideravelmente na tabela classificativa. A outra equipa do nosso concelho que está presente nesta série – a ARD Macieira, deslocou-se até ao reduto do Alpendorada, onde perdeu por 4-0.

Na próxima jornada, o Lousada volta a jogar no Complexo Desportivo, recebendo o Lixa, uma das equipas que ainda não conseguiu qualquer ponto nas duas rondas realizadas. Já o Macieira vai receber em sua casa, precisamente esta formação da AD Várzea.

 

 
Publicado por: Futebol Lousada às 10:52
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Setembro de 2009

Lousada 0-3 Merelinense

Lousada 0-3 Merelinense

 
O Lousada iniciou da pior forma a sua participação no Campeonato Nacional da II divisão. Na recepção ao Merelinense, a formação orientada por António Carvalho sofreu uma pesada derrota (0-3).

Uma vitória sem contestação da formação minhota que exerceu um controlo absoluto do encontro durante o primeiro tempo, em especial nos 30 minutos iniciais. Com a entrada de Jorge no inicio do segundo tempo, a equipa do Lousada transfigurou-se por completo e desenvolveu diversas situações que levaram o perigo até à baliza contrária. A equipa forasteira limitou-se a gerir a vantagem, aproveitando algumas falhas da defensiva do Lousada para criar perigo junto da baliza lousadense.

Boa assistência no Estádio Municipal de Lousada, num relvado claramente em péssimas condições para a prática do futebol. Em relação ao último jogo de preparação com o Fafe, destaque para Miguel que assumiu a titularidade da baliza do Lousada.

A constituição das equipas foi a seguinte:

AD LOUSADA: Miguel, Ricardo Jorge, Sidibé, Alex, Diogo Barbosa, Miguel Moreira, Sérgio Gameiro, Rui Lopes, Pisco, Ginho e Ricardinho. Suplentes: Orlando, Daniel Dias, Raul, Perry, Bruno Tarik, Silva e Jorge.

Treinador: António Carvalho

MERELINENSE FC: Talaia, Rocha, Diogo, Beck, Luis Ferraz, Rufino, Cadete, Fina, Petit, Mokas e Paulinho Lopes. Suplentes: Paulinho, João Paulo, Nani, Miguel, Victor, Bruninho e Bié.

Treinador: Jorge Baptista

ÁRBITRO PRINCIPAL: Nuno Roque – AF Coimbra
ÁRBITRO AUXILIAR LADO DA BANCADA: Paulo Soares
ÁRBITRO AUXILIAR LADO DO PEÃO: Telmo Sousa

A formação forasteira entrou muito bem na partida e logo aos 40 segundos de jogo, esteve perto de abrir o activo, com Paulinho Lopes a enviar o esférico ao poste da baliza de Miguel. O Lousada tenta responder de imediato, através de uma jogada de Diogo Barbosa pela esquerda, com um remate muito por cima da baliza de Talaia.

No entanto, o golo acabou por surgir poucos instantes depois, quando aos 4 minutos, Luis Ferraz na meia-lua da grande área, coloca na direita em Cadete que desfere um remate portentoso, com a bola a entrar no ângulo superior direito da baliza do Lousada.

A equipa do Lousada revela grande nervosismo na partida e tem dificuldade em criar situações de jogo. O Merelinense, aproveitando a aparente desconcentração da formação da casa, domina a seu belo prazer e é com naturalidade que aos 7 minutos amplia a vantagem, por intermédio de Mokas, que aproveita a desatenção dos defesas do Lousada para atirar a contar.

Depois dos 10 minutos iniciais, o Lousada consegue estabilizar um pouco o grande ímpeto ofensivo do Merelinense e tenta explorar o contra-ataque, revelando falta de argumentos para concretizar as jogadas que levassem o perigo à baliza forasteira. Aos 16 minutos, o Merelinense está perto de aumentar a contagem, com Mokas a obrigar Miguel à defesa da tarde. Volvidos 4 minutos, a barra impede que o remate forte de Paulinho Lopes atinja o fundo da baliza.

Mas aos 25 minutos, o terceiro tento da partida acaba mesmo por surgir, com Paulinho Lopes a concluir uma fantástica jogada individual de Mokas, que ultrapassa vários atletas, contorna o guardião Miguel e assiste o camisola 77 para o terceiro golo da partida.

O Lousada tenta mudar o rumo dos acontecimentos através de lances de bola parada, mas sem criar perigo de concreto para a baliza de Talaia, que era um mero espectador.

No segundo tempo, António Carvalho retira Rui Lopes e coloca o ex júnior Jorge. A massa associativa aplaude incessantemente a entrada do jovem da terra. A sua entrada em campo, dinamizou radicalmente toda a manobra ofensiva da equipa, introduzindo velocidade e criatividade no sector mais adiantado da equipa. Um exemplo disso, foi a sua primeira investida aos 61 minutos de jogo, desarmando um defesa contrário e a rematar forte, com a bola a sair próximo da baliza forasteira. Na resposta, Mokas obriga Miguel a uma espantosa intervenção.

O jogo abriu-se um pouco com situações de perigo em ambas as balizas. Aos 66 minutos, Ricardo Jorge, na ala direita do ataque do Lousada, efectua um cruzamento milimétrico para Jorge que cabeceia ligeiramente por cima da baliza. Volvidos 10 minutos, é a vez do Merelinense colocar a equipa do Lousada em sentido, através de um interessante jogada individual de Nani pela ala esquerda do ataque do Merelinense, que culmina num remate forte para defesa a dois tempos do guardião Miguel.

Instantes depois, o Merelinense está perto do quarto golo, com Mokas a esgueirar-se novamente à defensiva do Lousada, isola-se perante o guardião lousadense e atira fraco e ao lado.

Aos 89 minutos, o técnico lousadense efectua nova alterção no seu esquema táctico, colocando o jovem lousadense Perry no lugar de Sérgio Gameiro.

No final da partida, ambos os técnicos aceitaram a vitória por parte do Merelinense e fizeram a perspectiva do futuro próximo. Aqui ficam o essencial das declarações dos dois técnicos no final da partida ao Jornal TVS/Blogue do Lousada:

ANTÓNIO CARVALHO (AD LOUSADA): “Quero realçar a atitude e empenho dos jogadores. O adversário tem dois meses de trabalho e nós temos duas semanas. Temos muitas lacunas para colmatar, mas estamos aqui com o intuito para trabalhar, as pessoas que compreendam e apoiem esta equipa com muita juventude. O Tirsense é uma equipa que conhecemos bem, eles conhecem-nos bem, são jogos difíceis, temos de trabalhar nestas duas semanas, vamos fazer de tudo para ganhar que é o nosso lema. A mensagem que eu envio é que tenham paciência, que nos apoiem como fizeram hoje com o Merelinense, o plantel neste momento é constituído por jogadores da formação, que competiam na II divisão distrital. Somos pessoas de trabalho e estamos aqui para dignificar o clube".

JORGE BAPTISTA (MERELINENSE FC): “Penso que acabamos por entrar bem no jogo, tivemos logo uma bola no poste, mantivemos um bom ritmo durante os 15/20 minutos, conseguimos fazer alguns golos. Depois tentamos gerir o jogo, de qualquer forma, penso que a equipa do Lousada acabou por dar uma boa réplica, nós alertamos para não sofrer um golo porque a partir daí podíamos intranquilizar um pouco mais. Penso que fomos gerindo o resultado, podíamos ter feito melhor na segunda parte porque permitimos algum domínio do Lousada. De qualquer forma, o primeiro jogo do campeonato, temos de estar satisfeitos com o resultado e pela exibição".
 
Publicado por: Futebol Lousada às 15:22
link do post | comentar | VER COMENTARIOS (1) | favorito
Sexta-feira, 4 de Setembro de 2009

Eugénio Cunha, líder da Comissão Administrativa da AD Lousada

"Se descer vai ser no campo, com dignidade, pois é preferível a despromoção à hipótese do clube acabar"

foto

A viver um dos períodos mais conturbados da sua história, o Lousada prepara-se para dar início, no próximo domingo, ao campeonato 2009/10 da 2.ª Divisão Nacional. Isto, sem praticamente ter efectuado pré-época e depois de ser afastado da Taça de Portugal na primeira eliminatória.

 

Em entrevista ao nosso jornal, Eugénio Cunha, que regressa à liderança directiva, agora gerida por uma comissão administrativa, fala-nos dos motivos que o levaram a assumir os destinos do clube, numa altura em que muitos apontavam a extinção do emblema rubro-negro, como a melhor solução. O dirigente falou-nos, ainda, da tarefa herculeana em formar, em tempo recorde, um grupo de trabalho com as elevadas condicionantes financeiras e dos projectos que tem para o futuro para contrariar a tendência dos últimos anos, onde a ausência de um orçamento rigoroso tem afundado o clube em dívidas.

TVS - O clube está a viver o momento mais difícil da sua história. O que o levou a assumir a liderança?

EUGÉNIO CUNHA - Não tinha intenção de nos próximos dois anos assumir a liderança do clube, até porque o meu projecto de vida alterou. Perante a situação dramática que o clube estava a viver e que estes 61 anos de história poderiam acabar decidi arranjar uma solução. Neste capítulo foi importante o aliciamento de algumas pessoas que prometeram ajudar, nomeadamente com apoios monetários. Assumi o compromisso e vou tentar fazer o meu melhor, constituindo uma equipa compatível com a realidade do clube.

 

TVS - Depreende-se que foi a paixão que o fez voltar atrás?

EC - Acho que isso não preciso de descrever. Num período de seis anos que estive como presidente, as pessoas sentiram como vivi intensamente a ADL, por isso nem preciso de dizer que foi o gosto, o prazer, o orgulho e a dedicação que eu tive e tenho pelo clube, que me levaram também a assumir.

 

TVS - E porquê uma comissão administrativa?

EC - Procurei duas ou três pessoas para a presidência da mesa da assembleia, mas toda a gente está a fugir a assumir essa função. Inclusive fiz um convite em assembleia-geral ao sr. Joaquim Valinhas, que foi recusado. É compreensível que as pessoas se cansem com estas situações. Por isso, optei por uma comissão administrativa, o que não quer dizer que para o ano volte a ser constituída uma direcção, porque foi assim que eu sempre trabalhei e tudo poderá voltar à normalidade.

____________________________________________

"O meu projecto é para três anos"

 

TVS - Esse cansaço evidenciado por várias individualidades e a dificuldade em se arranjar um líder este ano, poderá ser um indicador de que este é um adiar do problema e que mais tarde ou mais cedo o clube vai ter de encerrar as portas?

EC - Acho que não. E, essa vai ser também uma responsabilidade minha. Vou ter que fazer uma boa gestão, tentar liquidar o mais possível das dívidas que existem e essencialmente não as aumentar. Depois com o clube a zero estou convencido que vamos arranjar uma direcção facilmente, pois o clube vive um momento dramático única e simplesmente devido a essas dívidas.

____________________________________________

"Fazermos um trabalho e aproveitamento importante da formação"

 

TVS - Mas isso não é exequível a curto-prazo?

EC - O meu projecto passa por três anos. Se Deus quiser no final desta época vou continuar, só se algo de grave me acontecer. Depois vamos tentar alterar os estatutos e partir para um projecto de mais dois anos, para dar estabilidade ao clube e até contratar alguns jogadores que eu pretendo. Principalmente e, de uma vez por todas, fazermos um trabalho e aproveitamento importante da formação. Penso que as pessoas que estão à frente das camadas jovens vão dar resposta positiva nesse sentido.

____________________________________________

"Fazer um orçamento baixíssimo que me permita pagar os meus compromissos"

 

TVS - Foi necessária uma forte acção de sensibilização junto dos lousadenses para angariar verbas que permitissem arrancar com esta época desportiva. Não teme que ultrapassado o imbróglio directivo e esta fase inicial, as pessoas deixem de continuar a apoiar?

EC - Sabia que numa fase inicial e quando não há uma direcção toda a gente apoia e prometem-se coisas a mais. Mas eu com a experiência que tenho estou preparado para isso e não foi a contar com euforias. Agradeço a disponibilidade de muita gente, casos dos senhores Joaquim Valinhas, Francisco Barbosa e Pedro Matias que estiveram comigo a fazer uns peditórios e obviamente às pessoas que colaboraram, porque se não fossem elas o clube tinha mesmo acabado. Essa experiência diz-me que 50% dos apoios que contava se calhar só vou ter 25, mas também já fiz contas a isso. Por isso, agora é trabalhar, realizar algumas iniciativas para angariação de fundos e fazer um orçamento baixíssimo que me permita pagar os meus compromissos e o mais possível do que está em atraso.

 

TVS - O que vai ser efectuado ao longo da temporada para contrariar a tendência dos últimos anos, ou seja, evitar que as despesas sejam maiores que as receitas?

EC - Concordo que esse seja o maior problema do Lousada e aquela carolice dos directores injectarem dinheiro está a acabar, porque as pessoas também vivem os seus problemas pessoais e nas empresas, já basta o tempo que perdem. O que eu pretendo é fazer um orçamento super baixo, com um plantel que sei que vou correr riscos. Vamos ter uma equipa com 2 ou 4 jogadores mais experientes e os restantes com idades entre os 19 e 21 anos e a época em que vão ser dadas mais oportunidades aos juniores da ADL. Este será um plantel que me permite chegar ao fim do mês e cumprir. Agora não posso prometer que não vamos descer, mas vamos fazer tudo para que isso não aconteça. Eu com certeza vou dedicar-me ao máximo e se descer vai ser no campo, com dignidade, pois é preferível a descida à hipótese de o clube acabar. Mas, estou convicto que com estes miúdos, que têm valor, e com alguma experiência pelo meio vamos fazer um bom campeonato e para o ano permanecer na 2.ª Divisão.

____________________________________________

"Vamos contabilizar ao cêntimo"

 

TVS - A consolidação financeira das contas é a principal prioridade do clube?

EC - A número 1. A dedicação vai ser total em termos de tesouraria, onde vamos contabilizar ao cêntimo, isso é fundamental para a ADL.

 

TVS - Neste último defeso sentiu-se que entre alguns lousadenses existe a ideia de que este é um adiar do problema e que face à sua realidade acabará por ter de encerrar as portas mais tarde ou mais cedo. O que tem a dizer sobre isto?

EC - Só gostava de perguntar a essas pessoas que alimentaram essa ideia se daqui a ¾ anos, mesmo a correr bem, conseguisse chegar aos nacionais esse clube não teria, na altura, mais dívidas do que as que existem agora na ADL. É importante que as pessoas que falaram disso tenham consciência da realidade e que sintam o que é a ADL, porque essas pessoas se calhar não o sentiram. Claro está que se acabasse, era uma alternativa. Mas, para mim é uma solução que não faz sentido e foi isso que me levou a regressar.

 

TVS - Como foi constituir um plantel com as conhecidas limitações financeiras?

EC - Começamos tarde, não fizemos pré-época e não posso exigir a estes jogadores aquilo que eu queria, a realidade é esta. A equipa fisicamente não vai estar nas melhores condições. Tivemos que optar por um plantel semi-profissional, treinar só ao final do dia, com jogadores com alguma idade, que já optaram por outra profissão, mas continuam a jogar futebol com prazer. Depois há o suplemento dos jogadores jovens que querem aparecer e não têm oportunidade em escalões maiores e nesse caso temos alguns internacionais.

 

TVS - O subsídio camarário está em risco, caso o clube não apresente comprovativo da Segurança Social regularizada?

EC - Essa é uma situação que nem me passa pela cabeça que isso aconteça, nesse caso seria mesmo dramático. Já estamos a trabalhar nesse sentido e estou convencido que vamos chegar a acordo com as finanças e segurança social.

 

TVS - Prometeu apostar nas camadas jovens e admitiu que este foi um erro que cometeu no passado. Acha que a Câmara estará mais sensível, nomeadamente aumentar o subsídio se constatar que está a ser feita uma aposta nos jovens da terra?

EC - Temos que provar isso e se calhar daqui a 2 ou 3 anos as coisas são diferentes. Temos que ter sorte e trabalhar para a ter, como é evidente. Quem dá acha que é muito e quem recebe acha sempre que é pouco. Eu fui, talvez, dos presidentes que nos últimos anos recebeu receitas maiores da câmara noutras alturas, mas tenho que mentalizar-me esta fase é mais complicada e é com este valor que temos de trabalhar. É com estas linhas que nos temos de coser e não vale a pena estarmos a lamentar. Temos é de fazer um trabalho com dignidade e transparência. Se calhar não vai agradar a toda a gente, mas estou preparado para isso. O importante é que as pessoas sintam que está a ser feito um trabalho em conformidade com a realidade do clube.

 

TVS - Todos os impedimentos foram resolvidos, foram possíveis os acordos com Candal, Famalicão, Pisco e a dívida à Federação. No entanto, existem ordenados em atraso aos jogadores da época passada que a qualquer momento podem colocar dificuldades?

EC - Claro que os jogadores já me estão a pressionar e vão continuar a fazê-lo para receberem. Coloco-me na situação deles e compreendo-os, obviamente. Vamos conversar e terá de haver alguma flexibilidade pela parte deles para que eu possa cumprir. Terão de ser prestações suaves, prolongadas por um ano, as quais vou juntar ao orçamento mensal.

____________________________________________

"Havia muito mais facilidade de receitas, eu próprio tinha outras condições para investir no clube"

 

TVS - Recentemente afirmou que vai ser mais difícil esta época do que aquelas em que lutava para subir de escalão …

EC - Vai ser mais difícil porque comecei muito tarde. Nos outros anos, eram projectos sequenciais que eu orientava de umas épocas para as outras. Ou seja, as dívidas eram controladas e fazia a gestão do plantel totalmente diferente. Escolhia com tempo os jogadores que pretendia. Havia muito mais facilidade de receitas, eu próprio tinha outras condições para investir no clube. Este ano foi tudo ao contrário, começamos tarde e em termos de apoios sabemos que está difícil.

____________________________________________

"Será importante para estes miúdos sentirem-se apoiados"

 

TVS - Pediu um grande apoio dos adeptos e que estes deverão evitar criticar a equipa. Acha que este poderá ser um factor fundamental para o sucesso da equipa, tendo em conta a inexperiência da maioria dos elementos que a constituem, que se poderão deixar afectar psicologicamente pelo que vem das bancadas?

EC - Sim, porque eu sabia que iria ter aqui jogadores jovens e a equipa não vai corresponder àquilo que os sócios querem, porque nem as outras boas equipas que tive corresponderam. Não é a mim que prejudicam, mas sim aos atletas e a ADL, por isso fiz esse apelo. Será importante para estes miúdos sentirem-se apoiados nos momentos mais difíceis, porque nos bons já eles estão moralizados. Se os adeptos e a direcção os protegerem, eles vão estar em campo mais tranquilos e seguros. Apesar de este plantel ser formado por jogadores pouco experientes é importante salientar que eu acredito neles e não me passa pela cabeça descer de divisão, mas se tiver que acontecer é melhor do que acabar, tal como já referi.

 

TVS - Concorda que a pressão sobre os árbitros vinda das bancadas poderá também condicionar o desempenho da equipa?

EC - Pela experiência que tive e sabendo como os árbitros fazem para nos prejudicar ou ajudar, por isso muitas vezes me exaltava, talvez até nos momentos menos apropriados. Mas, tinha de demonstrar o meu desagrado. Vamos com outra mentalidade, viver o jogo serenos, tranquilos para não termos multas a pagar, problemas com a arbitragem e mostrarmos um lado mais simpático. Porque estes jovens poderão sentir dificuldades em jogar e sejam influenciados negativamente por alguma pressão extra que de certa forma se transporte para o terreno de jogo. Passa por fazermos um campeonato "silencioso", quanto mais escondido for, melhor.

 

TVS - Algum apelo especial para finalizar?

EC - Vamos fazer um sorteio de um Moto4, que vai ser feito casa a casa em todas as freguesias do nosso concelho. Praticamente vai ser um peditório, mas para irmos pedir sem dar nada, vamos vender um bilhete pelo preço de cinco euros a sortear pelo número de uma lotaria. Por isso, eu aproveito para fazer um apelo para que todas as famílias nos fiquem com um bilhete. Dentro das possibilidades de cada um que nos ajudem, pois é por uma boa causa, é para a Associação Desportiva de Lousada.

 

TVStvs)

Publicado por: Futebol Lousada às 22:11
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009

Antevisão: Lousada x Merelinense

 

 

As emoções do campeonato nacional da II divisão estão de volta. Esta temporada, a divisão onde se encontra inserida a equipa do Lousada terá um novo formato. Como já havia sido avançado, o modelo das quatro séries (A, B, C e D), dará lugar ao regresso do modelo das três séries (Zona Norte, Zona Centro e Zona Sul).

No sorteio realizado no dia 10 de Agosto, o Lousada ficou a conhecer o seu calendário de jogos para esta temporada. O campeonato tem início marcado para este domingo, com o Lousada a receber em casa o recém - promovido Merelinense FC, em jogo a contar para a 1ª jornada da II divisão, Zona Norte.

Na época passada, o Merelinense conseguiu a subida de divisão, pelas mãos do “mítico gilísta” Jorge Casquilha, ao garantir a segunda posição da fase de subida da III divisão série A, em igualdade pontual com o Vieira SC. Esta temporada, de regresso à II divisão nacional, com novo presidente e novo técnico, o clube minhoto tem como objectivo alcançar a manutenção, um feito que falhou na sua última participação neste escalão. A experiência do médio Paulinho Lopes, a técnica de Mokas e a veia goleadora do jovem Bié são as principais referências do plantel às ordens do técnico Jorge Baptista.

Na lista de reforços, destacam-se Nani (capitão dos juniores) e Zé Manuel (júnior), ambos cedidos a título de empréstimo pelo Sp. Braga. Mas a grande aposta recai sobre o internacional sub-21 Ivo Bastos. Com apenas 19 anos, concretizou a transferência do Vila Real para o Atlético de Madrid, onde acabou por ser emprestado ao Pozuelo. Esta temporada, regressa a Portugal para relançar a sua carreira no Merelinense.

Por sua vez, o Lousada, que esteve perto de extinguir o futebol sénior e desistir de participar na II divisão nacional, conseguiu ultrapassar toda a crise directiva e financeira que impedia o clube de competir. Eugénio Cunha e a sua comissão administrativa tomaram as rédeas do emblema lousadense e apesar das limitações económicas, foi possível constituir um plantel e respectiva equipa técnica. Apesar de tudo, as lacunas existentes no plantel evidenciam uma fragilidade que tem preocupado muitos adeptos do clube, avizinhando-se uma época de muitas dificuldades para o Lousada conseguir a permanência nesta divisão.

Contudo, a permanência de Miguel Moreira, Ginho, Diogo Barbosa e Orlando serão cruciais nesta temporada, incutindo toda a experiência e qualidade que os mesmos contêm. Da vasta lista de reforços, há que destacar o ingresso de Ricardo Jorge que introduz experiência e rigor à defensiva lousadense. Os jovens Perry e Jorge poderão trazer a irreverência que resolvem, tal como no jogo da semana anterior, diante o Milheiroense, com Jorge a apontar um belo golo de cabeça.
Este duelo do próximo domingo, marcará o regresso de Pisco aos jogos em casa, depois da saga entre o atleta e o clube. Recorde-se que Pisco colocou o Lousada em tribunal, exigindo uma indemnização avultada. No entanto, parece estar tudo solucionado, visto que o jogador tem participado nos jogos da equipa.

Na última vez que estas duas equipas se defrontaram no Estádio Municipal de Lousada foi na época 2007/2008, quando à 24ª jornada, um golo de Topas perto de final, carimbou uma vitória sofrida com selo de qualidade.

 
Publicado por: Futebol Lousada às 09:14
link do post | comentar | VER COMENTARIOS (2) | favorito

LOUSADA

Pesquisar neste blog

 

Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

LINKS

Arquivo

Outubro 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Janeiro 2007

Notícias Recentes

A D Lousada - António Car...

...

Departamento de Formação ...

Jogo treino Gil Vicente ...

CLASSIFICAÇÃO ADL SENIORE...

CLASSIFICAÇÃO ADL JUNVENI...

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DE ...

Lousada 0-3 Merelinense

Eugénio Cunha, líder da C...

Antevisão: Lousada x Mere...

Fotos de Lousada

Últ. Comentários

Obrigado por esclarecer-nos essa questão e parabén...
Parabéns, muito bom artigo.Creatina é bom mesmo.Ta...
Eu faço musculação e queria tomar creatina é bom?
Não está nessa, mas está na que se apresenta um po...
Bom dia,Muito bem, gostei desta recordação efectua...
Cada vez está melhor.Não fala só da A D Lousada
força lousada muita garra EM 2009
Há nao desanimar Pessoal! Força ai LLLLOOOOUUUSSSA...
EU VOU LÁ ESTAR.FORÇA LOUSADA
Todos ao Estadio Municipal de Lousada, APOIAR ESTA...